O voluntariado chegou à Presidência da República


Cavaco mandou suspender vencimento de Presidente

As novas regras ditam fim da acumulação de pensões com vencimentos públicos. Chefe de Estado opta por reformas de 10.042 euros.

O Presidente da República mandou suspender o seu vencimento de 7.415 euros mensais, dando seguimento às novas regras de contenção orçamental que acabaram com o direito de acumulação de reformas com vencimentos públicos a partir de 1 de Janeiro. Cavaco opta, assim, pelas duas pensões de professor catedrático e de reformado do Banco de Portugal que somam 10.042 euros mensais, num total anual de 140.588 euros. Uma opção [suspensão da remuneração] que, de acordo com a lei do Orçamento de Estado deve ser feita com declaração do interessado, à semelhança de todos os detentores de cargos políticos, mas que o Chefe de Estado ainda não entregou. Em alternativa, deu uma ordem directa aos serviços da Presidência para suspender o processamento do seu salário.

3 opiniões sobre “O voluntariado chegou à Presidência da República”

  1. Voto numa moção que estabeleça a criação de uma “vaquinha” para o pobre homem que vai passar fome… este país é mesmo injusto com quem merece!

  2. Agora pergunto: Porque raio são só os funcionários no activo que sofrem reduções???Então pensões destas (!!!!) não deveriam ser igualmente taxadas???? E o Cavaco ainda tem a lata de dizer que os sacrifícios devem ser iguais para todos????

  3. também quero duas ou mais reformas,??????
    Já trabalho á 37 anos e não sei se terei reforma e estes teem duas ou mais……será que trabalharam para isso?

Os comentários estão fechados.