El salto


Ministério da Educação reforça equipa com dirigente da Fenprof

Não tecerei qualquer comentário sobre quem não conheço. 

Só peço para que não estranhem que as políticas educativas em Portugal se centrem em pensamentos de esquerda disfarçadas de Socialismo.

O Paulo deu conta aqui de um excerto de uma entrevista do JPV na qual não colocou a fonte e que diz:

Aquilo que defendia enquanto sindicalista é aquilo que continuo a defender enquanto membro de um organismo do Ministério da Educação.”
(…)
Não é uma motivação política que o move, mas sim o desafio que terá pela frente – liderar uma equipa de 14 técnicos e definir um projecto para quase 180 mil funcionários públicos, entre docentes e não docentes. “Trata-se de um trabalho que vou fazer com gosto e que terá os seus primeiros resultados já em Janeiro”, conta o ex-sindicalista que prefere não revelar mais nada sobre as próximas medidas que podem vir a ser anunciadas no sector da educação.

Eu suspeito que as medidas a colocar em prática já no mês de Janeiro tem a ver com a formação para relatores.

5 comentários a “El salto”

Os comentários estão fechados.