O Emprego Público


Foi publicado dia 10 de Dezembro o Boletim do Observatório do Emprego Público (BOEP) que faz a evolução semestral do emprego público entre 31 de Dezembro de 2007 e 31 de Dezembro de 2009 e compara-o com o emprego público existente em 31 de Dezembro de 2005.

O Ministério da Educação apresenta-se como o único Ministério que aumentou desde 2005 o número de postos de trabalho nesse período, de 200,770 para 203,478.

Este quadro torna-se preocupante numa altura em que se discute a redução do curriculo dos alunos na sua componente não disciplinar e é conhecida uma proposta de redução do par-pedagógico na disciplina de EVT.

Assim, nada de bom se perspectiva tendo em conta as diversas pressões internas e externas para a redução de despesas com a Administração Pública.

1 comentário a “O Emprego Público”

  1. Como é que não podia aumentar se a escolaridade obrigatória aumentou? Além disso, a obrigatoriedade da escolaridade é também para os adultos, nomeadamente para os que beneficiam de subsídios.
    O ME continua a degradar a classe perante a opinião pública e continuar a querer fazer omoletes sem ovos…

Os comentários estão fechados.