O preâmbulo

… vai no sentido que o Ramiro questionou de audição prévia do Conselho Geral e do Conselho Pedagógico para distribuição da carga horária semanal de todas as componentes das áreas curriculares disciplinares.

Anúncios

E isto tudo para quando?

Apesar de este ser um documento de trabalho que poderá estar já num ponto de não retorno, ainda acredito que o Conselho Nacional de Educação possa recusar um documento que siga apenas um caminho economicista sem aprofundar as necessidades da mudança.

Lembro que recentemente foi publicado uma recomendação do CNE que dei conta aqui e passo a relembrar:

3 — Em tempos de crise, Educação e Ciência são garantia de futuro Uma Educação de qualidade para todos constitui uma alavanca para sair da crise actual, na medida em que promove a instrução e o enriquecimento cultural dos cidadãos, a sua capacidade de iniciativa, de criatividade e de compromisso com o bem comum. Por isso, e apesar da crise, é fundamental que a Educação e a Formação sejam encaradas como garante do desenvolvimento das pessoas e dos países e, como tal, não devem deixar de ocupar o centro das políticas e constituir uma prioridade do investimento público. A necessidade de tornar mais eficiente o sistema educativo, de racionalizar meios e recursos não deve prejudicar o investimento continuado e consistente na Educação e Formação.

Assim, continuo a acreditar que a produção de efeitos de um documento desta natureza não possa ser já no próximo dia 1 de Setembro de 2011.

Lembro-me dos sucessivos debates que existiram em torno dos princípios orientadores da organização e da gestão curricular do ensino básico, bem como da avaliação das aprendizagens e do processo do desenvolvimento do currículo nacional. Alterar o curriculo sem um debate interno nas escolas, com os professores, parece ser o maior erro da proposta agora conhecida. Lembro-me de ser precisamente nessa altura em que dava os primeiros passos no ensino que me interessei por contribuir com propostas e ideias.

O CNE reuniu ontem a sua 4ª Comissão Especializada Permanente e no próximo dia 10 de Dezembro reunirá a sua Comissão Coordenadora. Será este dia o dia do Juízo Final onde os seus 7 membros terão ainda uma palavra a dizer para travar algum erro crasso deste documento?

Julian Assange detido "por marcação" em Londres

…é acusado de violação e agressão sexual num caso e de agressão sexual e coerção noutro.

Se fosse detido em Portugal logo à noite ou o mais tardar amanhã de manhã podia continuar a trabalhar.

O termo utilizado é interessante: detido “por marcação”. Por isso os Ingleses não compreendiam bem como funcionava a justiça portuguesa, nomeadamente o termo “em segredo de justiça“.

Julian Assange detido “por marcação” em Londres

…é acusado de violação e agressão sexual num caso e de agressão sexual e coerção noutro.

Se fosse detido em Portugal logo à noite ou o mais tardar amanhã de manhã podia continuar a trabalhar.

O termo utilizado é interessante: detido “por marcação”. Por isso os Ingleses não compreendiam bem como funcionava a justiça portuguesa, nomeadamente o termo “em segredo de justiça“.