Um post que merece a minha atenção


Não tenho por hábito linkar posts do Ramiro, hoje vou fazer e comentar.

O Ramiro afirmou neste post que voltou a sindicalizar-se.

Fez um pequeno historial do seu percurso enquanto sócio de duas organizações e as razões que o levaram há 6 anos a sair do SDPGL enquanto membro da direcção da FNE.

Regressou e sem dúvidas escolheu voltar a um sindicato da FNE. Aponta em traços largos o que caracteriza um sindicato da FNE – a negociação com realismo e sensatez.

O Ramiro nos últimos anos foi um dos grandes lutadores das políticas de Maria de Lurdes Rodrigues e foi essencialmente na Avaliação de Desempenho que muitos passaram a ler o Profblog.

Foi pena que precisamente nestes últimos 6 anos o Ramiro tenha optado por não combater enquanto membro de um sindicato as políticas que atacavam e continuam a atacar a escola (já sabem que não faço referências ao chavão da escola pública) e os professores.

É necessário voltar a construir todo um modelo de carreira e de avaliação e estou em crer que vais fazer falta para essa construção.

Um pequeno à parte: realmente nos blogues não se faz a resistência que afirmas, também não se constroem propostas realistas e responsáveis mas que ajudam um pouco também ajudam.

Encontar-nos-emos por ai.

Anúncios

8 comentários a “Um post que merece a minha atenção”

  1. Tentei por lá este comentário mas não consegui

    “Quando à uns anos o ME decidiu alterar o calendário escolar do pré escolar, desvalorizando profissionalmente os Educadores de Infância e reduzindo-os a meras “amas” a FNE apoiou a medida o que fez com que muitos saíssem do sindicato.
    Para este sindicato há docentes de 1ª e docentes de 2ª.

    Sindicato assim, não obrigada!!”

    ana

  2. Escolheu um sindicato muito fracote. Há quem diga que a luta do Ramiro resultou de não o quererem no Ministério, de terem corrido com ele.

  3. Por acaso não sou Educadora de Infância, mas trabalho com há muito tempo e vejo-as a “tomar conta de meninos” enquanto nós fazemos avaliações.

    Igual?? com um calendário diferente?

    1. Digam o que disserem os provérbios Portugueses continuam na moda: “Casa onde não há pão todos ralham e todos têm razão” e “Zangam-se as comadres e descobrem-se as verdades”

  4. “Um pequeno à parte: realmente nos blogues não se faz a resistência que afirmas, também não se constroem propostas realistas e responsáveis mas que ajudam um pouco também ajudam.”

    Eu acrescentaria muito!

    Mas prefiro de longe (muitas léguas) o sindicalismo da Fenprof à passividade da FNE.

    1. Preferências não se discutem.
      O que eu prefiro é que cada um deles saiba fazer o melhor para o qual estão talhados.
      Se calhar o erro dos últimos 4 anos foi cada um não seguir o caminho naquilo que melhor sabem fazer.

Os comentários estão fechados.