Os 500 milhões que faltam acertar no OE


…vão começar aqui.

Milhares de professores podem retroceder na carreira e ter de restituir vencimentos

Os representantes das associações de directores de escolas e a vice-presidente da Federação Nacional de Educação (FNE), Lucinda Dâmaso, manifestaram-se ontem “profundamente” preocupados com “a possibilidade de um número significativo de docentes retroceder na carreira e ser chamado a repor parte do vencimento que tem auferido”.

Não sei porquê, mas tenho um feeling de que o Ministério da Educação e as suas estruturas estão muito próximo do FIM do seu prazo de vida.

Dou mais uma a duas semanas para porem a casa em ordem e serem substituídos.

Anúncios

7 comentários a “Os 500 milhões que faltam acertar no OE”

  1. E a portaria com as vagas para quem está para progredir para o 7º escalão (professor, não titular, desde 2003 até 2007 no 8º escalão. Actualmente no 6º)

  2. Nunca interessou lançar esse concurso.
    Nem ao Ministério nem aos Sindicatos.

    Ao primeiro porque teria de abrir vagas, aos segundos porque aceitariam definitivamente a categoria de Professor Titular.

    1. Obrigada pela resposta. Sp me manifestei contra a divisão da carreira . Agora, só gostaria de saber quando é que poderia progredir (sei do congelamento, mas seria correcto dizerem-me quando entraria para as vagas). Não incomodo mais.

  3. É ficar à espera de novo ofício-circular da DGRHE.

    No meu entender quem tinha entre 4 e 5 anos na categoria de professor à data de entrada em vigor do ECD (23 Junho) bastaria fazer a apreciação intercalar e subir com efeitos ao dia 1 de Julho de 2010.

    1. agradeço, mais uma vez. Na escola onde trabalho não têm essa leitura, nem sei qual é a que fazem. Só dizem que tem que sair a portaria. Foi bom ter merecido a sua atenção. Boa noite

      1. Maria,
        Estou na mesma situação (fiz 4 anos no 245 em Abril) e o meu agrupamento também diz que tem que esperar pela “portcaria”, só espero que não leve anos a sair como as circulares que chegaram às escolas na passada Sexta-feira.

Os comentários estão fechados.