Exposição sobre Contratações de Escola TEIP


De um comentário da Matilde neste Blogue que por adequar-se muito bem aos tempos turbos em que vivemos fica aqui destacado.

Estimado delegado regional da IGE, Valdemar Almeida,

Eu, Matilde Faria, professora do Ensino Básico – 1º Ciclo e Professora de Educação Especial, venho por este meio denunciar a forma injusta como se tem processado, na sua grande maioria, a selecção dos candidatos nas Escolas TEIP’s (Escolas de Intervenção Prioritária). De igual forma, venho por este meio, denunciar as reconduções aleatórias de professores, nas escolas públicas, sem respeitar a posição que os candidatos ocupam no concurso nacional, no que concerne à média e tempo de serviço dos mesmos.
Se a Associação de Pais tem tanto poder, uma vez que as denúncias proclamadas pelos elementos que a constituem são sempre atendidas. Espero que atenda com a mesma competência este tipo de denúncias, que na minha opinião, são bastante graves, uma vez que põe em causa a vida de milhares de professores contratados.
As Escolas TEIP´s utilizam como critério de avaliação a ”continuidade pedagógica”, ou seja, seleccionam os candidatos que leccionaram no ano anterior, independentemente de, por exemplo, possuir uma média inferior a 12 valores e de ter 0 dias de serviço. Nestes casos questiono-me: De que serve então a avaliação do desempenho da carreira docente? Como comprova que, de facto, esse docente leccionou no ano anterior na dita escola? Como verifica se a pessoa em questão possui habilitações próprios e/ou profissionais para essa vaga, se muitos desses candidatos nem constam nas listas dos não colocados, onde constam ordenadamente o número de milhares de candidatos?
Espero que analise caso a caso e colabore com estas lamentáveis situações. Se existe uma lista ordenada de candidatos, cujas posições foram conseguidas à custa de muito sacrifício, ela deve ser legalmente respeitada por critérios justos e dignos.
Outras medidas devem ser tomadas, para que no ano lectivo 2011, estas injustiças (cunhas) diminuam, pelo menos isso. Estes casos têm sido praticados à descarada, mostrando desmazelo e desrespeito pelos professores contratados, profissionais de educação recorde-se.
Obrigada pela atenção e espero que não ignore estas palavras. A sua intervenção é importante para que milhares de professores continuem a acreditar na existência de escolas com critérios justos e íntegros.

Com todo o respeito,

Profª Matilde Faria

Anúncios

6 comentários a “Exposição sobre Contratações de Escola TEIP”

  1. Esta situação também me preocupa, pois a Delegada Sindical da minha escola disse que tudo apontava no sentido de este tipo de contratação directa substituir totalmente as listas graduadas…

    Outra questão que me preocupa. Havendo necessidade de mandar alguém, dentro de um Grupo Disciplinar, para a mobilidade, quais são os critérios que o Director tem de seguir? Onde estão expressos?

  2. Esta é uma realidade não só na educação especial. Realidade assustadora. Colegas que não são dos quadros ficam desempregados com boas médias e tempo de serviço. Por outro lado, conhecidos do “chefe”, inexperientes, da mesma cor política ficam ligados à Escola Teip, com melhor posicionamento do que os elementos dos quadros.

  3. Alguém acredita nas médias de licenciatura?

    E esperem pelos novos professores que concorrem com a nota dos mestrados bolonheses (raramente inferior a 15-16 valores)…

  4. Matilde, parabéns pela iniciativa. Junto-me a ti nesta luta contra as contratações duvidosas. Não é justo que os colegas contratados com graduações altas e com muitos anos de tempo de serviço sejam ultrapassados por colegas com pouca ou quase nenhuma experiência. Não é justo que se “passe por cima” de anos de sacrifício.
    Adaptei e reenviei, tal como sugeriste.

Os comentários estão fechados.