São bem mais do que cinco mil


docentes que não serão necessários ao sistema educativo.

A insistência em calcular os números pela matriz do curriculo nacional do 3º Ciclo não está correcta.

Lembro que muitas escolas têm autorização para funcionar nas disciplinas de Área Projecto e Estudo Acompanhado com 2 professores tendo em conta a não existência do número de horas suficientes no curriculo de algumas disciplinas para atribuição de horários completos aos docentes dos quadros.

Em muitos casos, exemplo da minha escola, todo o estudo acompanhado no 3º ciclo é leccionado por dois professores.

A FNE entende que deve ser feita a redistribuição do curriculo com um reforço no ensino do Português e da Matemática.

Eu acrescentaria também que não fazia mal ao mundo um bocadinho de redistribuição pelas disciplinas que perderam horas para as ditas ACND, tais como História, EVT, Educação Musical e Geografia.

Anúncios

6 comentários a “São bem mais do que cinco mil”

  1. Perfeitamente de acordo. Não me repugnaria o fim dessas áreas se, e apenas se, se redestribuissem as horas. O número reduzido de horas no 3.º ciclo em disciplinas como História e Geografia tem tido consequências desastrosas que se notam, depois no secundário (e ao longo da vida), em várias disciplinas, incluindo na que lecciono, a filosofia. É impossível compreender a teoria moral de Kant se não se tem qualquer conhecimento sobre o Iluminismo, o século XVIII ou a Revolução Francesa. É impossível compreender o que são e por que são necessários princípios éticos universais e Direitos Humanos se não se tem qualquer conhecimentos sobre II Guerra Mundial e sobre genocídios. E é impossível ensinar qualquer coisa destas no 3.º ciclo se só se tem 90 minutos por semana.

  2. E as ciências?
    Tamto as Naturais como as Físico-Químicas.
    Nas escolas que optam por dar 3 horas a uma no 9ºano, prejudicam a outra.
    Isto para não falar no secundário, no 12ºano, em que passaram a ter disciplinas facultativas, e em alguns casos os alunos escolhem disciplinas mais fáceis para ter uma melhor média.
    Faz algum sentido um futuro engº não ter física no 12º ano? Não, mas é possível. Assim como um futuro médico não ter Biologia.
    Mas, pelos vistos sempre que mexem é para pior…

Os comentários estão fechados.