Um “Show Business” supostamente muito rentável


Uma bom ideia que se aproveita do “show business” da actualidade.

Gravado hoje à tarde e que será editado em DVD Musical por 17€.

A ideia é da “Clave de Soft” que está no mercado desde 1999 e que se apresenta com o objectivo de promover o ensino da música em Portugal.

Como diz no prospecto, “O resultado é um DVD Musical com a participação de toda a comunidade escolar, onde são incluídos, além das canções gravadas, o documentário da instituição educativa, os vídeos das gravações e das entrevistas aos alunos e ainda o hino da instituição.”

“O projecto Canções do Mundo tem por objectivo levar alunos, pessoal docente e não docente e encarregados de educação, a participar na experiência de gravação e edição de um trabalho discográfico.”

Estou convidado como EE para um ensaio hoje às 17:30. Ainda não decidi se vou, assusta-me pensar que poderei estragar o sistema de gravação e a qualidade do DVD com a minha elevada sonoridade artística.

Fiquei muito interessado numa ideia destas, acreditem que sim. E pela amostra ainda muito mercado existe para ser explorado.

Anúncios

1 comentário a “Um “Show Business” supostamente muito rentável”

  1. “Os conteúdos programáticos a abordar nas AEC’s são baseados no programa de expressão e educação musical definido pelo Ministério da Educação para o 1º Ciclo, podendo ser adaptados em função das orientações que o mesmo Ministério venha a estabelecer em concreto para estas actividades.”

    Se tal for verdade…

    Uma amiga minha contou-me a experiência dela como professora/monitora nas AECs em Castro Verde (deve ser outra empresa, porque não está na lista…):
    Nas “aulas” o importante era treinar os meninos a cantar as canções do CD para no final ficar uma gravação toda xpto…As AECs estavam reduzidas a ensaios. Quantos ao professores, eram pressionados para as canções ficarem prontas para gravar e tinham daqueles contratos manhosos de “se trabalharem para a mesma autarquia até 2 anos depois do contrato terminado têm de indemnizar a empresa”…

Os comentários estão fechados.