TAVIRA quer “adoptar” professores


O título não é meu, é mesmo do jornal.

O presidente da Câmara de Tavira prontificou-se para que a sua autarquia integre um projecto-piloto de gestão municipal de professores em escolas do ensino básico.

A pressinha que deu nestes autarcas, falou-se em transferência de competências para as autarquias e já estão eles prontinhos para “domar as feras”.

Em carta enviada à ministra da Educação Macário Correia oferece-se para acolher a gestão de pessoal docente “em experiências a encetar“, assumindo a “total disponibilidade” do município para “assumir integralmente essa responsabilidade“.

As cobaias seremos nós, neste caso.

Justifica que a mudança trará “coerência e qualidade de gestão“, devido ao “efeito de proximidade” entre a Câmara e as escolas do concelho.

Neste aspecto até dou alguma razão. Qualquer autarquia deve conseguir fazer um melhor trabalho que este incompetente Ministério da Educação.

Macário Correia reiterou a disponibilidade da sua autarquia num projecto-piloto a nível nacional, baseada no conhecimento que tem das escolas e na experiência de gestão municipal.

Digo eu, “ver um Macário apressado é o mesmo que lamber um monte de esterco“.

Advertisement

Um pensamento em “TAVIRA quer “adoptar” professores”

  1. O projecto municipal anunciado como experiencia piloto poderá dar os seus frutos, já que se pretende dar esta gestão aos Municipios, mas é necessário poderar e escolher muito bem que vai gerir este projecto, para não se entrar em esquemas viciados, com já existem em certas em outras secções Camarárias, e mande-se encostar professores profissionais só por ser de partido deferente ao da própria Câmara

Os comentários estão fechados.